sexta-feira, 18 de julho de 2014

Simplicidade

Simplicidade
Cada semana, uma novidade.
A última, foi que pizza previne câncer do esôfago. Acho a maior graça.
Tomate previne isso, cebola previne aquilo, chocolate faz bem, chocolate faz mal, um cálice diário de vinho não tem problema, qualquer gole de álcool é nocivo, tome água em abundância, mas, peraí, não exagere…
Diante desta profusão de descobertas, acho mais seguro não mudar de hábitos.
Sei direitinho o que faz bem e o que faz mal prá minha saúde.
Dormir me deixa 0 km.
Ler um bom livro faz-me sentir novo em folha.
Viajar me deixa tenso antes de embarcar, mas, depois, rejuvenesço uns cinco anos! Viagens aéreas não me incham as pernas; incham-me o cérebro, volto cheio de ideias!
Brigar me provoca arritmia cardíaca.
Ver pessoas tendo acessos de estupidez me embrulha o estômago!
Testemunhar gente jogando lata de cerveja pela janela do carro me faz perder toda a fé no ser humano…
E telejornais…
Os médicos deveriam proibir… como doem!
Caminhar faz bem, namorar faz bem, dançar faz bem, ficar em silêncio quando uma discussão está pegando fogo faz muito bem: você exercita o autocontrole e ainda acorda no outro dia sem se sentir arrependido de nada.
Acordar de manhã, arrependido do que disse ou do que fez ontem à noite, isso sim, é prejudicial à saúde.
E passar o resto do dia sem coragem para pedir desculpas, pior ainda.
Não pedir perdão pelas nossas mancadas, dá câncer, guardar mágoas, ser pessimista, preconceituoso ou falso moralista, não há tomate ou mussarela que previna!
Ir ao cinema, conseguir um lugar central nas fileiras do fundo, não ter ninguém atrapalhando sua visão, nenhum celular tocando e o filme ser espetacular, uau!
Cinema é melhor pra saúde do que pipoca.
Conversa é melhor do que piada.
Exercício é melhor do que cirurgia.
Humor é melhor do que rancor.
Amigos são melhores do que gente influente.
Economia é melhor do que dívida.
Pergunta é melhor do que dúvida.
Sonhar é o melhor de tudo e muito melhor do que nada!

A: Luis Fernando Veríssimo

Leia Mais

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Desafio


Eu te desafio a reclamar menos do que não dá certo,
E a sorrir a cada pequena conquista.
A, ao invés de olhar sempre para a própria vida, virar um pouco a cabeça e enxergar o outro,
A saborear cada passo e não te preocupar somente com a meta final.
A, por mais que as coisas fiquem nebulosas, não endurecer.
A entender que certos vazios fazem parte do processo.
A não se esquecer das delicadezas que importam tanto.
A lembrar sempre que todo mundo tem uma força que só aparece na hora do aperto,
E a se deixar enfraquecer às vezes.
A ter consciência que ninguém está aqui por acaso e que precisamos ter objetivos concretos na vida,
E a aceitar que nem sempre descobrimos quais são esses objetivos cedo.
A nunca desistir de tentar e a não se esconder no primeiro não.
A entender que sonhos são fundamentais para a nossa sanidade mental.
E a não esquecer de quem nos acolhe.
A: Juliana


Leia Mais

Comigo agora

  ©Template Fragmentos (Textos, Poesias, etc) by Silmara Layouts