quinta-feira, 20 de março de 2014

O livro da vida

Cada dia a vida lhe oferece uma página em branco no livro da sua existência.
O seu passado já está escrito e você não pode corrigi-lo. Nas páginas amarelas, você pode encontrar a sua história, algumas com cores suaves, outras com cores escuras.
Lindas recordações…
E páginas que você gostaria de arrancar para sempre.
Hoje você tem a oportunidade de escrever mais uma página. Você pode escolher as cores que usará. Mesmo que apareça algum impedimento, você pode matizar de serenidade para convertê-la em uma bela experiência.
Como você escreverá o dia de hoje?
Só depende de sua vontade que a página do dia de hoje no Livro de sua Vida seja uma bela recordação no futuro.
Se soubesse que só iria viver mais um dia, o que faria?
Sem dúvida, elevaria o seu pensamento a Deus. Desfrutaria os raios de sol, a suave brisa, a alegria dos seus filhos, o amor do(a) seu(sua) parceiro(a), tantas bênçãos que a vida põe ao alcance de nossas mãos e que muitas vezes não sabemos valorizar.
Desfrute este novo dia, faça um inventário de todas as coisas boas que existem em sua vida e viva cada hora com ânimo, dando o melhor de si. Não prejudique ninguém, sinta-se feliz por estar vivo, de poder presentear um sorriso, de oferecer sua mão e sua ajuda generosa.
Nunca é tarde para mudar o rumo e começar a escrever páginas de felicidade e paz no Livro da Vida.
Agradeça a Deus pelo presente que lhe dá hoje e pela oportunidade de converter este dia em uma página bela do Livro de sua existência.
Lembre-se que apesar de todas as situações adversas, está unicamente em suas mãos viver o dia de hoje…
…como se fosse o primeiro, o último ou o único no Livro da sua Vida.
Que todos os seus dias sejam felizes e cheios de muita paz!
Viva!!!

Copiei.

Leia Mais

sexta-feira, 14 de março de 2014

Falta de paciência

Tenho a impressão de que as pessoas não sabem mais o que é paciência. Clientes, colegas de trabalho, chefes e subordinados, todos literalmente “perderam a paciência” e não sabem mais onde encontrá-la. Até nossos melhores amigos parecem tê-la perdido em algum lugar. Isso sem falar de nossos familiares. Maridos, esposas, filhos, noras, genros, cunhados, primos, tios, todos vivem numa impaciência sem limites. Onde foi parar a paciência das pessoas? A paciência é uma virtude que não pode ser confundida com a tolerância excessiva, com a aceitação da falta de qualidade, com o não cumprimento do dever. Uma pessoa paciente não é aquela que aceita tudo. É aquela que tem domínio sobre o seu ser. Tanto é verdade que o contrário da paciência é a ira, a raiva, a falta de controle sobre suas emoções. E os melhores sinônimos da paciência são a serenidade e paz de espírito ou ainda a capacidade de resistência a influências externas e o domínio da própria vontade. Assim, quando digo que as pessoas estão “perdendo a paciência”, quero dizer que elas estão perdendo o controle sobre si mesmo e perdendo o domínio da própria vontade e se deixando levar pela emoção e não pela razão.
Benjamin Franklin afirmava que “quem tem paciência, obtém o que deseja” e Isaac Newton disse: “Se fiz descobertas valiosas, foi mais por ter paciência do que qualquer outro talento”.
A paciência é, pois, uma virtude que deve ser cultivada pelas pessoas. Ela pressupõe um exercício constante de empatia – ou seja – de se colocar no lugar das outras pessoas. Requer a humildade para respeitar opiniões alheias mesmo que delas discordando. E para viver com saúde e qualidade nos dias de grande mudança em que vivemos é preciso muita paciência.
Pense nisso. Sucesso!!

Fonte: mensagensdiarias.com.br

Leia Mais

sexta-feira, 7 de março de 2014

Porque nós merecemos!!!

 *8 de março, Dia Internacional da Mulher*
Para as amigas queridas, pelo nosso dia. Bjs.



Leia Mais

Comigo agora

  ©Template Fragmentos (Textos, Poesias, etc) by Silmara Layouts