quinta-feira, 11 de abril de 2013

Ás vezes...

Ás vezes...
Sou sombra escondida atrás dos montes,
Sou a caricia de um olhar que nada viu.
A sombra que o sol deixou para trás.
Da lua que no céu parou e nem as estrelas iluminou.
Sou espaço de um coração vazio,
A voz que provocou arrepios,
Sou sombra que na escuridão se perdeu,
Outras vezes, sou somente
Eu...
A: Ligia.

1 comentários:

Dalva Nascimento 11 de abril de 2013 08:06  

Linda! Porém não seja a sombra, seja a esperança iluminando tudo, seja sempre você.

Comigo agora

  ©Template Fragmentos (Textos, Poesias, etc) by Silmara Layouts