sábado, 28 de dezembro de 2013

Ano Novo, Vida Nova!

Todo mundo sempre costuma repetir: “Ano novo, vida nova”. Mas até que ponto sabemos realmente medir o peso desta afirmação e a colocamos em prática?
Se no ano que passou você não conseguiu atingir suas metas, concretizar sonhos, acumulou mágoas e não superou desafios inesperados, agora é a hora de abrir as janelas da mente e do coração para o futuro.
É importante captar mensagens externas e não esquecer de olhar para dentro de si porque o caminho para uma vida nova passa, impreterivelmente, por nosso universo interior.
A mutação de seu momento atual, enfim, depende exclusivamente de você. Depende do seu trabalho mental, em acreditar e realizar. Nada, nem ninguém poderá fazer isso por você.
A ajuda pode, sim, vir de fora, mas o impulso deve partir de você. Independentemente de sua situação atual.
Em primeiro lugar, questione com honestidade: “Eu realmente quero mudar minha vida?”
Se a sua resposta for afirmativa, então é hora de mexer-se porque o ano novo está aí.
Para que isto dê realmente certo, é necessário, antes de tudo, se permitir mudar.
O próximo passo é derrubar aquelas barreiras internas tão prejudiciais, como o preconceito, o medo, a inveja e o rancor.
E não esqueça: o mundo ao seu redor apenas reflete o que você é!
Fonte: mensagensdiarias.com.br
Um feliz e abençoado ano de 2014. Muita saúde, paz e prosperidade para todos.

Leia Mais

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Mundo

O mundo está nas mãos daqueles que tem coragem de sonhar e correr o risco de viver seus sonhos. Lembre-se: não vale a pena passar a vida sonhando e se esquecer de viver.
(Da net)

Leia Mais

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

O vigia do farol

O vigia tinha a responsabilidade de manter a luz do farol sempre acesa, dia e noite.
O vigia deveria cuidar também do suprimento de óleo, responsável pela claridade do farol.
O farol guiava os navios enquanto passavam por um estreito, perigoso, cheio de rochas.
Próximo ao farol havia uma pequena aldeia.
Constantemente vinha algum morador procurar o vigia para pedir-lhe um pouquinho de óleo, para colocar em suas lamparinas.
O vigia, homem muito bondoso, nunca lhes dizia um não.
Prosseguindo assim, acabou gastando todo seu suprimento de óleo e, pouco a pouco a luz do importante farol foi enfraquecendo até que se apagou completamente.
O vigia de repente se apavorou com o quadro que ele mesmo pintara.
Um grande navio, cheio de tripulantes se aproximou do estreito, bateu nas rochas e afundou.
A atitude insensata e irresponsável do vigia, achando que estivesse fazendo o bem, causou a morte de muitas pessoas.
Precisamos sempre, com firmeza, sinceridade e coragem, saber em que situações devemos dizer... ?Não?

Obs: Recebi por e-mail sem referencia ao autor.

Leia Mais

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

20 de novembro, dia da consciência negra

E viva  Zumbi dos Palmares...

Leia Mais

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

É proibido

É proibido...
Não viver cada dia como se fosse um último suspiro.
É proibido sentir saudades de alguém sem se alegrar,
Esquecer seus olhos, seu sorriso, só porque seus caminhos se desencontraram.
Esquecer seu passado e pagá-lo com seu presente.
É proibido não tentar compreender as pessoas,
Pensar que as vidas deles valem mais que a sua.
Não saber que cada um tem seu caminho e sua sorte.
É proibido não criar sua história.
Deixar de dar graças a Deus por sua vida.
Não ter um momento para quem necessita de você.
Não compreender que o que a vida te dá, também te tira.
É proibido não buscar a felicidade.
Não viver sua vida com uma atitude positiva.
Não pensar que podemos ser melhores.
Não sentir que sem você este mundo não seria igual.
A: Pablo Neruda

Leia Mais

domingo, 10 de novembro de 2013

Uma idéia

Legal esta ideia... Fica bem arrumadinho.
São coisinhas que fazem diferença... O lençol é dobrado e guardado dentro da fronha.
Vi na Net.


Leia Mais

domingo, 27 de outubro de 2013

Os olhos e a amizade

Você conhece o relacionamento entre seus dois olhos? Eles piscam juntos, movem-se juntos, choram juntos, veem as coisas juntos e dormem juntos. Apesar de nunca ver uns aos outros... A amizade deve ser exatamente assim! Você fica sem ver os amigos por meses, ou falar com eles.
Mas você tem que saber que eles precisam ver e sentir que você está ao seu lado.
Obs: Recebi este texto por e-mail, sem autor.
Copiei e postei com um "pedido de desculpas" aos meus amigos pela minha ausência aqui no Blog.
Andei muito atarefada com os preparativos para o “Dia das Crianças”, na creche onde dedico e, lá vou eu já pensando no “Natal” dos pequeninos. Obrigada pela compreensão.
Amigos também dizem... Eu amo vocês!!!
Ligia.

Leia Mais

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Do mar

"O mar falou-me de sua grandeza, das cidades que o habitam, das forças que o agitam... Eu falei de ti... E ele sentiu-se pequeno!"

Fonte: Copiei. 

Leia Mais

domingo, 13 de outubro de 2013

Minha estrelinha

Azul, amarela, rosa, não sei ao certo que cor ela tem. A minha estrelinha esta lá no céu, e tem dona.
Misturada a centena, milhares, a conheço bem, pois é muito especial. Nem me importo que não seja a mais brilhante. Importante para mim é poder poli-la, sempre!
Assim, mesmo fundida com todas aquelas estrelinhas multicoloridas, sei bem qual é a minha.
A: Ligia.

Leia Mais

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Saudade

Saudade é solidão acompanhada,
É quando o amor ainda não foi embora,
Mas a amada já...
Saudade é amar um passado
Que ainda não passou,
É recusar um presente que nos machuca,
É não ver o futuro que nos convida...
Saudade é sentir que existe
O que não existe mais...
Saudade é o inferno dos que perderam,
É a dor dos que ficaram para trás,
É o gosto de morte na boca dos que continuam...
Só uma pessoa no mundo deseja sentir saudade:
Aquela que nunca amou.
E esse é o maior dos sofrimentos:
Não ter por quem sentir saudade,
Passar pela vida e não viver.
O maior dos sofrimentos é nunca ter sofrido.

A: Paulo Neruda

Leia Mais

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Não espere

Não espere que os outros façam por você. Ou eles não vão dar conta do recado, ou o resultado não sairá conforme imaginou.

Leia Mais

sábado, 14 de setembro de 2013

O toque do telefone

Hoje o telefone tocou insistentemente por longos segundos. Olhei o identificador de chamadas e não reconheci o numero no visor. Achei melhor ignorar.
Só quando parou de tocar foi que me dei conta. E se fosse a felicidade chamando.
Não, na certa ao atender, ela diria:
- Desculpe-me, foi engano!

A: Ligia.

Leia Mais

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Eterno


"Eterno é tudo aquilo que dura uma fração de segundo, mas com tamanha intensidade, que se petrifica e nenhuma força consegue destruir."

Leia Mais

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

A face direita do amor

O amor tanto pode chegar de mansinho, como em um vendaval de emoções! Quem tem amor reconhece estes sintomas...
Amar é conviver com uma sensação gostosa, de nuvens passando, de pássaros cantando, de flores perfumando o ar.
Amar é não importar-se com a chuva que cai, com o sol que se esconde, com a lua que fica preguiçosa e com as estrelas que brincam de trocar de lugar. Amar é trazer no olhar o brilho das estrelas, na boca o gosto do mel, no corpo o cheiro do amor. Amar é simplesmente transformar a vida em um arco-íris de luz.
A: Copiei. 

Leia Mais

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Corações a enfeitar

É fácil, barato, você mesmo faz... E fica lindooo!
Corações cortados em papel decorado, uns maiores que outros. Os menores serão colados sobre os maiores, depois ganharão furos por onde passará a fita e… pronto! Agora é só escolher onde pendurá-los.

Fonte: www.bhg.com


Leia Mais

domingo, 4 de agosto de 2013

Sonhe!


“Sonhe com o que você quiser. Vá para onde você queira ir. Seja o que você quer ser, porque você possui apenas uma vida e nela só temos uma chance de fazer aquilo que queremos.
Tenha felicidade bastante para fazê-la doce. Dificuldades para fazê-la forte. Tristeza para fazê-la humana. E esperança suficiente para fazê-la feliz.”

A: Clarisse Lispector.

Leia Mais

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Vovó deixa!!!


Vovó deixa!
Como agir com essas mamães com açúcar:
Sem a obrigação de educar os netos, as avós são muito mais permissivas com eles do que eram com os próprios filhos quando estavam no papel de mãe. Saiba como evitar que isso interfira negativamente na formação dos pequenos;
ü  Na casa da avó as crianças podem comer doces fora de hora, dormir um pouco mais tarde, acampar no meio da sala... Sem problemas, isso é até saudável. O importante é ficar claro que as regras da casa dos avôs são as regras da casa dos avôs. Na sua casa, quem decide o que pode e o que não pode fazer é você e o seu companheiro.
ü  Dependendo do assunto, os avôs precisam, sim, respeitar a orientação dos pais. Se a mãe, por exemplo, acha que o filho de sete anos ainda não tem maturidade para navegar sozinho na Internet, a vovó precisa entender e acatar. Converse com a sua mãe ou sua sogra sobre os motivos que a levaram a tomar tal decisão e peça colaboração para que a regra seja obedecida.
ü  Se as crianças passam o dia inteiro com os avôs, enquanto os pais trabalham, a parceria entre todos é fundamental. Caso façam alguma coisa que desaprove, converse com eles, expondo suas razões, sempre de maneira serena, sem acusações ou dedos em riste.
26 de Julho – Dia da Avó! ! ! Feliz dia com nossos anjinhos.



Leia Mais

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Não espere

Não espere que os outros façam por você. Ou eles não vão dar conta do recado, ou o resultado não sairá conforme imaginou.


Leia Mais

domingo, 30 de junho de 2013

Saiba onde abandonar o seu cão

Uma hora acontece: você não pode mais ficar com o seu cachorro. Cresceu demais, latiu demais, latiu de menos, faz sujeira.
Você ficou grávida, vai mudar para um apartamento, sair de férias, vai mudar de cidade ou de país. Ou enjoou dele e quer um filhote novo.
Chega o momento e você se pergunta: onde posso abandonar o meu cão? Existe um ótimo local para isso. É grande, com um lindo gramado, lago e os animais ficam todos soltos e felizes.
Tem veterinário disponível 24 horas, humanos brincando com eles, os cães nunca vão se sentir sozinhos. Você pode ficar tranquilo que seu ex-melhor amigo será muito bem cuidado. Ele nem vai sentir a sua falta. Terá uma vida longa e feliz, e você poderá seguir a sua vida, sem peso na consciência, e sem preocupação.
Legal né? Um lugar com espaço infinito, dinheiro inacabável, humanos disponíveis e cães felizes. Quer saber onde é? Eu digo...
NA SUA IMAGINAÇÃO!!!
Não existe lugar para abandonar seu cão. Não existe um lugar seguro se não for ao seu lado.
Visite um abrigo ou um CCZ e veja as condições em que chegam os animais que foram resgatados... E se você está pensando em deixar seu cão em um  abrigo, lembre-se que além de abandonar covardemente seu melhor amigo, você estará tirando as chances de um animal de rua ser resgatado. Se você não se importou o suficiente com seu cão para ficar com ele mesmo nas dificuldades, como espera que alguém vá se importar?
Não abandone jamais seu animal, pois ao contrário, ele jamais faria isso!!!
E lembre-se quando você abandona um cão porque já não lhe serve mais, seus filhos aprendem a lição e talvez façam o mesmo quando você ficar velho.
R. M.                                           


Leia Mais

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Falando de canto,

Estes são uns encantos!
Nos meus passeios pela Internet à procura de idéias para o meu cantinho, encontrei este mundo de coisas lindas. Se não valer o projeto todo, valem as sugestões, (e, adaptações ao orçamento). Curtam...
As almofadas multicoloridas deram um charme todo especial.
Olhem só que fofura de estante. O detalhe dos quadros ficaram 'super"... 
Sala conjugada, tudo de bom?
Fonte: Internet.


Leia Mais

sábado, 15 de junho de 2013

Viajantes do tempo


Conta uma lenda oriental, que um jovem chegou à beira de um oásis, junto a um povoado e, aproximando-se de um ancião, perguntou-lhe:
- Que tipo de pessoas vive neste lugar?
O ancião, por sua vez, perguntou:
- Que tipo de pessoa vive no lugar de onde você vem?
Respondeu-lhe o rapaz:
- Oh! Um grupo de egoístas e malvados. Estou satisfeito de haver saído de lá.
A isso o ancião replicou:
- A mesma coisa você haverá de encontrar por aqui.
No mesmo dia, outro jovem se acercou do oásis para beber água, e, vendo o ancião perguntou-lhe:
- Que tipo de pessoas vive por aqui?
O ancião respondeu com a mesma pergunta:
- Que tipo de pessoas vive no lugar de onde você vem?
E o rapaz respondeu:
- Um magnífico grupo de pessoas, amigas, honestas, hospitaleiras.
Fiquei muito triste por ter que deixá-las.
O ancião respondeu com a mesma pergunta:
- O mesmo encontrará por aqui.
Um homem que havia escutado as duas conversas, perguntou ao velho:
- Como é possível dar respostas tão diferentes à mesma pergunta?
E o ancião respondeu:
- Cada um carrega no seu coração o meio em que vive. Aquele que nada encontrou de bom nos lugares por onde passou, não poderá encontrar outra coisa por aqui. Aquele que encontrou amigos ali, também os encontrará aqui.
Somos todos peregrinos!
Cada um encontra na vida exatamente o que traz dentro de si.
Fonte: Copiei.


Leia Mais

domingo, 26 de maio de 2013

Faxina


 
Estava precisando fazer uma faxina em mim.
Jogar alguns pensamentos indesejados fora, lavar alguns tesouros que andavam meio que enferrujados.
Então tirei do fundo das gavetas das lembranças o que não uso e não quero mais!
Joguei fora alguns sonhos e algumas ilusões. Papéis de presente que nunca usei, sorrisos que nunca dei.
Joguei fora a raiva e o rancor das flores murchas que estavam dentro de um livro que nunca li.
Olhei para os meus sorrisos futuros e minhas alegrias pretendidas e as coloquei num cantinho, bem arrumadinhas.
Fiquei sem paciência!
Tirei tudo de dentro do armário e fui jogando no chão: paixões escondidas, desejos reprimidos, palavras horríveis que nunca queria ter dito, mágoas de um amigo, lembranças de um dia triste.
Mas lá também haviam outras coisas, belas coisas!
Fui me encantando e me distraindo, olhando para cada uma daquelas lembranças.
Um passarinho cantando na minha janela, aquela lua cor de prata, o pôr do sol.
Sentei no chão, para poder fazer minhas escolhas.
Joguei direto no saco de lixo os restos de um amor que me magoou. Peguei as palavras de raiva e de dor que estavam na prateleira de cima, pois quase não as uso, e também joguei fora no mesmo instante!
Outras coisas que ainda me magoam, coloquei num canto para ver depois o que fazer com elas, se as esqueço lá mesmo ou se as envio para o lixão.
Aí, fui naquele cantinho, naquela gaveta que a gente guarda tudo o que é mais importante: o amor, a alegria, os sorrisos, um dedinho de fé para os momentos que mais precisamos.
Como foi bom relembrar tudo aquilo!
Recolhi com carinho o amor encontrado, dobrei direitinho os desejos, coloquei perfume na esperança e passei um paninho na prateleira das minhas metas, deixando-as à mostra, para não perdê-las de vista.
Coloquei nas prateleiras de baixo algumas lembranças da infância, na gaveta de cima as da minha juventude e, pendurado bem à minha frente, coloquei a minha capacidade de amar e principalmente de RECOMEÇAR.
Como vai ser?
Comece agora a sua faxina!
Obs: Copiei este texto para reflexão. Achei lindo!!!

 

 

 

Leia Mais

domingo, 19 de maio de 2013

Coraçãozinho


Meu coração batia descompassado dentro do peito,
Então perguntei o motivo de tamanha inquietação.
Respondeu-me ele:
_Quero sair, preciso ir buscar o amor!
Pobre coração,
Tão frágil e sensível,
Sentia-se carente de emoções diante de um mundo que não conhecia.
Um pouco amedrontada, deixei que se fosse...
Até que um dia voltou...
Não era o mesmo. Era triste e taciturno...
Foi aí que tive a estranha sensação
De que meu coração queria morrer,
E por um motivo bem comum,
Ele se apaixonou, não sabia o que fazer...
O coitado apaixonou-se, sem me dizer,
Talvez por isso tenha se entregado com toda a força,
Jamais esperando uma decepção.
Eu, que devia zelar por ele,
O deixei sofrer,
Sem saber... Sem querer...
_ Prometo-lhe coração, vou cuidar de você...
Não deixarei que se destrua.
Por que, se você morrer por esta paixão,
Sou eu que morrerei por você.
A: Ligia.

Leia Mais

quarta-feira, 15 de maio de 2013

A história do pato


 
Havia dois irmãos que visitavam seus avós no sítio, nas férias.
Felipe, o menino, ganhou um estilingue para brincar no mato.
Praticava sempre, mas nunca conseguia acertar o alvo.
Certa tarde viu o pato de estimação da vovó... Em um impulso atirou e acabou acertando o pato na cabeça e o matou. Ele ficou chocado e triste!
Entrou em pânico e escondeu o pato morto no meio da madeira!
Beatriz, a sua irmã viu tudo, mas não disse nada aos avós.
Após o almoço no dia seguinte, a avó disse: "Beatriz, vamos lavar a louça"
Mas ela disse: " Vovó, o Filipe me disse que queria ajudar na cozinha". E olhando para ele sussurrou: "Lembra-se do pato?”.
Então o Felipe lavou os pratos.
Mais tarde o vovô perguntou se as crianças queriam pescar e a vovó disse: "Desculpe, mas eu preciso que a Beatriz me ajude a fazer o jantar." 
Beatriz apenas sorriu e disse, "Está bem, mas o Filipe me disse que queria ajudar hoje", e sussurrou novamente para ele, "Lembra-se do pato?”. 
Então a Beatriz foi pescar e Filipe ficou para ajudar.
Após vários dias o Filipe sempre ficava fazendo o trabalho da Beatriz até que ele, finalmente não aguentando mais, confessou para a avó que tinha matado o pato.
A vovó o abraçou e disse: "Querido, eu sei... eu estava na janela e vi tudo, mas porque eu te amo, eu te perdoei. Eu só estava me perguntando quanto tempo você iria deixar a Beatriz fazer você de escravo!”.
Qualquer que seja o seu passado, ou o que você tenha feito... (mentir, enganar, seus maus hábitos, ódio, raiva, amargura, etc.). Seja o que for... Você precisa saber que Deus esta sempre na janela e vê como tudo acontece. 
"A vontade de Deus nunca irá levá-lo aonde a Graça de Deus não irá protegê-lo".
Copiei.

Leia Mais

sábado, 11 de maio de 2013

Feliz Dia das Mães!!!


Mãe, quem é você?
Mãe, quem é você?
Se estou feliz,
Quantas vezes te esqueço;
Se estou triste,
Quantas vezes te procuro.
Mãe, quem é você,
Que eu critico,
De quem eu exijo coisas tão pequenas
Para satisfazer a minha comodidade,
Mas a quem peço a maior ajuda
Nos instantes mais difíceis?
Mãe, quem é você,
Para quem eu tantas vezes
Esqueço o meu carinho,
E de quem exijo tanta atenção?
Mãe, quem é você, com que discuto
E para quem peço conselhos?
Mãe, quem é você,
Para quem reclamo sempre,
E para quem guardo
O abraço maior e a maior ternura.
Mãe, eu sei,
Você só é... AMOR.
A: Maria Helena Gouveia
Fonte: comamor.com.br

Leia Mais

quinta-feira, 9 de maio de 2013

Sociedade


Feliz daquele que sabe o papel que tem a desempenhar na sociedade, da qual é peça integrante e inseparável.
Viver e vegetar sempre foram o marco diferencial da conduta humana, vista que, enquanto uns gozam a vida em toda a sua plenitude, outros a contemplam, num perpassar inesquecível de dias sem significação alguma, pela razão de que não vivem e simplesmente vegetam.
Por isso é que, em qualquer organização social, uns se conduzem e outros são conduzidos, por causa de aos primeiros ser facilitado e aos segundos, tudo dificultado.
Essa desigualdade entre os que sabem o que querem, e por si se dirigem ao ponto culminante da trajetória que delinearam, e os que caminham impulsionados pela vontade de outrem, é o que se pode chamar de incógnita a decifrar e a corrigir, para que os meios e os fins sejam produto dos princípios sadios a observar na formação dos jovens e conseqüentemente de grande responsabilidade dos adultos.
A: Copiei.

Leia Mais

sábado, 4 de maio de 2013

Detalhes


"Se gente não fosse feita pra ser feliz, Deus não teria caprichado tanto nos detalhes. Perseverança não é somente acreditar na própria rede.
Perseverança é não deixar de crer na capacidade de renovação das águas.
Hoje, o dia pode não ter sido bom, mas amanhã será outro mar.
E eu estarei lá na beira da praia de novo.”
A: Ana Jácomo.

Leia Mais

domingo, 28 de abril de 2013

Se


Se fores... Vai mais longe!
Se fizeres... Faz diferente!
Se rires... Ri até chorar!
Se sonhares... Sonha mais alto!
Se arriscares... Arrisca tudo!
Se pensares... Pensa por ti!
Se saíres... Sai da rotina!
Se mudares... Muda tudo!
Se contares... CONTA COMIGO!!!
Colaboração de: Venancio BBruno.

Leia Mais

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Ainda


Não digamos "não", nem "nunca mais"...
Não digamos "sempre" ou "jamais"...
Digamos, simplesmente: "ainda"!...
Ainda nos veremos um dia...
Ainda nos encontraremos na estrada da vida...
Ainda encontraremos a pousada,
O afeto almejado, a guarida...
Ainda haverá tempo de amar,
Sem medo, totalmente... Infinitamente...
Sem ter medo de pedir, de implorar, ou chorar...
Ainda haverá tempo,
Para ser feliz novamente...
Ainda haverá tristeza,
Ainda haverá saudade,
Ainda haverá primavera,
O sonho, a quimera...
Ainda haverá alegria,
Apesar das cicatrizes...
Ainda haverá esperança,
Porque a vida ainda é criança...
E amanhã será outro dia!...
A: Carlos Saad.

Leia Mais

terça-feira, 16 de abril de 2013

Rosa





 
A vida é como uma rosa... Cada pétala, uma lembrança...
Cada espinho, uma realidade.

Leia Mais

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Ás vezes...

Ás vezes...
Sou sombra escondida atrás dos montes,
Sou a caricia de um olhar que nada viu.
A sombra que o sol deixou para trás.
Da lua que no céu parou e nem as estrelas iluminou.
Sou espaço de um coração vazio,
A voz que provocou arrepios,
Sou sombra que na escuridão se perdeu,
Outras vezes, sou somente
Eu...
A: Ligia.

Leia Mais

sábado, 6 de abril de 2013

Flores para você


 
Muitas flores para você;
Pela paz que você semeia,
Pelas verdades que você afirma,
Pela alegria que você transmite,
Pela justiça que você defende,
Pela beleza que só você tem.

Muitas flores para você;
Pela doce simplicidade dos seus gestos,
Pelo seu abraço gostoso,
Pelo brilho do seu olhar,
Pela sabedoria que guia os seus atos,
Pelo amor que dedicas às pessoas,
Às plantas e aos animais.

Muitas flores para você;
Pela sua constante busca da felicidade,
E por encontrar nessa busca a felicidade,
Por ser parte de uma família tão especial,
Pela sua sensibilidade,
Por tudo o que você é,
Todas essas flores,
São para você,
E quem lhe enviou
Acha que são poucas,
Pois você tem o dom de transformar,
A vida dos que se aproximam de você
No mais lindo jardim.
A: Desconheço a autoria.
Obs. Recebi sem nome do(a) autor(a). De tão bonita, vim dividir com vocês..

Leia Mais

quarta-feira, 20 de março de 2013

Dia do artesão


Para você que está comemorando o dia de hoje com as mãos sujas de tinta, linhas e retalhos na mesa, papéis, lápis e tesoura; para você que sente amor pelas tarefas que suas mãos realizam todos os dias, desejamos um Feliz Dia do Artesão.
Que a criatividade continue sendo sua maior riqueza!!!

Leia Mais

sábado, 16 de março de 2013

Conversa no ônibus


 
Quando não durmo bem a noite, é uma constante, tenho insônia, e sei a razão, apenas e tudo isso: medo, pode? Mas não é isto que pretendo contar. O cotidiano é o melhor palco para o teatro da vida, sabe por quê? É verdadeiro, sem máscara, não importa senão o fato real. É a argila de que molda a vida. A vida de todos.
O balanço do ônibus, para mim, é receita inigualável para um cochilo reparador, o balanço, ah! O balanço... Num desses solavancos que perturbam o sono, percebi que tinha companhia no banco. Uma senhora de idade bonita, de cor negra, vestida de modo simples e limpa, saia preta, blusa branca, sem exagerados enfeites e com seu próprio perfume, após o meu instante de vigília, voltei a fechar os olhos. Ouvi a voz mansa da minha companhia. Sabia que era verdadeiro o que dizia, assim como afirmei no inicio “senão o fato real...”. Sabe – dizia – durante toda a minha vida, até a muito pouco tempo, construía meu castelo. Não, imaginava. Acho até que fantasiava. E, este castelo erguido por uma quietude servil, da qual hoje me arrependo, ou não, isto não mais importa, enfim, o castelo caiu, e toda a minha forçada inocência fez-me estremecer, disse a mim mesma, perdi a vida vivendo nada, nadinha. Tentei erguer a bandeira da vitória, subir no monte e gritar “venci”, não tinha voz, não tinha o que festejar, fui um fracasso engatinhando para receber afago e nem isso recebi. Hoje, me recolho à vontade de Deus, nas mãos do destino incerto, dançando a musica da tristeza, do arrependimento, não há mais sonhos e menos ainda fantasias que ensaiava timidamente antes. Faço cara séria, tento aparentar uma tigresa, assim, tipo, “não me toquem, sei me defender”, sei que nunca o soube, e muito menos hoje, fico numa espera passiva. Tenho atividades que enganam, fazem-me sentir útil, para quem? Meus bichos, minhas plantas, minha casa?
Sua voz tornou-se quase inaudível, abri os olhos e percebi brilho nos olhos dela. Não, eram lagrimas. A expressão era de calma e beleza que transcendia seu rosto com sinais da idade e da vida de muitos e muitos anos perdidos. Nesse instante, vi uma luz em seu rosto, uma santificação transmutando a sua fisionomia em uma santidade que nunca imaginei ser possível num ser humano. A espiritualidade vinha de um ser lúdico resplandecente, ao seu lado, sorrindo fazendo-a ainda mais bela. Desci contagiado pelo momento. Quando o ônibus se afastava ainda vi a luz que ninguém tinha visto. Foi uma experiência de amor compartilhado, senti uma felicidade e leveza. Emociono-me ao relembrar estes momentos únicos. Preciso compartilhar contigo. É do cotidiano, do palco da vida. É nosso...
A: I. V. K.
Meu grande amigo. Obrigada, querido. Desejo que esteja bem, com a saúde totalmente recuperada. Um grande beijo para a esposa Ligia (minha homônima) as filhas, o netinho, - Já chegou mais algum?
E lembranças também a “srta. B”.
Eu amo vocês...

Leia Mais

domingo, 10 de março de 2013

Mulher inteligente (homem também)


Bons hábitos têm o poder melhorar a sua qualidade de vida e até mesmo de prolongá-la. É o que mostra pesquisa do British Medical Journal, que apontou que um cotidiano saudável reduz 55% o risco de morte por doenças do coração e por câncer. Confira a lista de hábitos que vão ajudá-la a ter controle sobre a saúde:

1 – Respeitar o corpo: Na correria diária, é comum deixar de lado as necessidades biológicas, como fome, sede, sono e a vontade de ir ao banheiro. Esse hábito desequilibra o organismo e pode causar desde queda no rendimento e prisão de ventre até infecções como cistite.

2 – Alimentar-se bem: Cinco porções diárias de hortaliças e frutas, consumo diário de grãos integrais, cereais e leguminosas, e 1,5 a 2 litros de água por dia protegem de várias doenças e ainda por cima colaboram com a beleza da pele e dos cabelos.

3 – Fracionar a dieta: Cinco ou seis refeições mais leves ao dia, ao invés de duas ou três mais pesadas, favorecem a digestão e o melhor aproveitamento dos nutrientes, além de evitar o ganho de peso. O jejum aumenta o stress e ajuda a gordura a se depositar no abdome.

4 – Fazer exercícios: é preciso praticá-los regularmente. Reorganize a agenda e faça-os no horário em que se sente mais disposta. Priorize atividades aeróbicas e não abra mão de orientação especializada.

5 – Preservar o sono: Dormir é essencial para a regeneração dos tecidos do organismo, para a consolidação da memória e para a fabricação de hormônios. Se tem dificuldades para dormir, ajuste seus hábitos. Não resolveu? Corra para um especialista.

6 – Espreguiçar: Estique-se na cama, vire-se de um lado para o outro. Isso ativa a circulação e previne dores e lesões.

7 – Desarmar o stress: Sente-se sobrecarregada, não consegue dar conta de todos os compromissos que gostaria de cumprir? Dê uma paradinha na correria. O stress agrava diversos distúrbios e aumenta o risco de doenças cardíacas. O autoconhecimento pode ser uma boa alternativa. Estabelecer limites, relaxar e eleger prioridades também são essenciais.

8 – Apagar o cigarro: tarefa nada fácil, especialmente para as mulheres, que têm uma relação emocional com o fumo. As chances de sucesso são maiores com medicação e terapia. Mas você pode tentar sozinha: marque uma data, jogue os maços fora, coma alimentos pouco calóricos mais vezes ao dia e beba muita água gelada.

9 – Usar protetor solar todo dia: além de prevenir o câncer de pele, este hábito evita manchas e rugas causadas pelo sol. Sabia que os raios ultravioleta deixam a pele flácida? Aplique o produto no rosto, no colo, nas mãos e nas demais partes do corpo expostas à luz solar.

10 – Escovar os dentes: É fundamental para evitar cáries e doenças na gengiva. Deve ser feito mesmo após as refeições secundárias.

11 – Controlar o peso: Já chega a 43,4% o índice de brasileiros com sobrepeso. Para fugir do efeito sanfona ou de transtornos alimentares, as dietas devem ser feitas apenas com acompanhamento de especialistas. Eliminar a culpa e dissociar comida de emoções também é fundamental.

12 – Fazer checkups: Diagnósticos precoces e avaliação do risco de doenças são os principais benefícios desse hábito. Ginecologista a cada seis meses e uma revisão anual com o clínico geral são indispensáveis.

13 – Ficar em silêncio: O excesso de estímulos externos a que estamos expostas nos faz esquecer-se de olhar para dentro. A meditação ou um simples relaxamento de cinco minutos no meio do expediente podem fazer maravilhas por você.

14 – Saborear a vida: outro princípio básico que acaba sendo relegado em função dos afazeres. É necessário enfrentar a rotina com prazer entusiasmo.

15 – Ter amigos: Ter com quem desabafar e aproveitar os bons momentos prolonga a vida e deixa a depressão bem longe. Está esperando o quê?
Informações extraídas da revista Claudia de abril.

 

 

 

Leia Mais

sexta-feira, 8 de março de 2013

8 de março - Dia Internacional da Mulher


"A mulher virtuosa é fiel e pauta sua vida na verdade".
Neste dia 8 de março comemoramos o Dia Internacional da Mulher.
A mulher tem o privilégio de ser um santuário de amor e de poder gerar no ventre uma nova vida.
Abençoadas sejam, mulheres!
Para todas essas mulheres maravilhosas que fazem a diferença neste mundo, o meu carinhoso abraço e muito amor.

Leia Mais

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Estante com caixas


Feita com caixas recicladas, lixadas e pintadas. O resto fica por conta da sua imaginação e criatividade. Bem interessante...

Leia Mais

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Por onde passei

Por onde passei, deixei pedaços de mim e juntei pedaços de outros...
Por onde eu passei, deixei cair pingos de esperança e recolhi pingos de sofrimento.
Por onde eu passei, deixei rastros de saudade e levei toques de solidão. Por onde eu passei, salpiquei gotas de fé e carreguei gotas de incertezas.
Por onde eu passei, deixei no ar fragmentos de amizade e juntei fragmentos de rancor.
Por onde eu passei, deixei no chão, pétalas de rosas e estilhaços de sabedoria, no vento, partículas de esperança e no ar sementes de união.
Do céu deixei cair uma chuva de amor, com raios de luz e trovoadas de perdão!...
A: Fatima Fontenelle

Leia Mais

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Felicidade

Houve um tempo em que minha janela se abria para um terreiro, onde uma vasta mangueira alargava sua copa redonda. A sombra da árvore, numa esteira, passava quase todo o dia sentada uma mulher, cercada de crianças. E contava histórias. Eu não a podia ouvir, da altura da janela; e mesmo que a ouvisse, não a entenderia, porque isso foi muito longe, num idioma difícil. Mas as crianças tinham tal expressão no rosto, e às vezes faziam com as mãos arabescos tão compreensíveis que eu participava do auditório, imaginava os assuntos e suas peripécias e me sentia completamente feliz.
Às vezes, abro a janela e encontro o jasmineiro em flor. Outras vezes encontro nuvens espessas. Avisto crianças que vão para a escola. Pardais que pulam pelo muro. Gatos que abrem e fecham os olhos, sonhando com pardais. Borboletas brancas, duas a duas, como refletidas no espelho do ar. Marimbondos que sempre me parecem personagens de Lope de Vega. Às vezes, um galo canta. Às vezes um avião passa. Tudo está certo, no seu lugar, cumprindo o seu destino. E eu me sinto completamente feliz.
Mas, quando falo dessas pequenas felicidades certas, que estão diante de cada janela, uns dizem que essas coisas não existem, outros que só existem diante das minhas janelas, e outros, finalmente, que é preciso aprender a olhar, para poder vê-las assim.
A: Cecília Meireles.

 

Leia Mais

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Ilha distante

 
Ilha de melancolia,
Sem portos e sem cidades,
Só praias de areia fria;
E coqueiros com saudades.
Praias de uma areia morta,
Conchas que ninguém apanha,
Coqueiros que o vento corta,
Brandido por mão estranha.
Morta já à flor da onda,
A espuma a sumir na areia;
Nenhuma voz que responda,
Aos ais que o vento semeia;
Ilha deserta, deserta,
Nem sequer junto à outra ilha;
E à noite uma luz incerta,
Que não se sabe onde brilha.
Ilha de um só habitante,
Com seu mar fora do mundo,
Mar que na maré vazante,
Cava cem braças de fundo.
— Ainda hás de ser a alegria,
De um vaporzinho cargueiro,
Que a ti chegará um dia,
Perdido no nevoeiro.
A: Ribeiro Couto

Leia Mais

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

A lição da borboleta


 
Um dia, uma pequena abertura apareceu em um casulo.
Um homem sentou e observou a borboleta por várias horas, enquanto ela se esforçava para fazer com que seu corpo passasse através daquele pequeno buraco.
Então a borboleta parou de fazer qualquer progresso. Parecia que tinha ido o mais longe que podia, e não conseguiria passar daquele ponto.
O homem, aflito, decidiu ajudar a borboleta, pegou uma tesoura e cortou o restante do casulo.
A borboleta saiu facilmente, mas seu corpo estava murcho, era pequeno e tinha as asas amassadas.
O homem continuou a observar a borboleta porque ele esperava que, a qualquer momento, as asas dela se abrissem e se esticassem para serem capazes de suportar o corpo que iria se firmar a tempo.
Nada aconteceu!
Na verdade, a borboleta passou o resto da sua vida rastejando, com um corpo murcho e asas encolhidas. Ela nunca foi capaz de voar.
O que o homem em sua infinita gentileza e vontade de ajudar não compreendera, era que o casulo apertado, e o esforço necessário à borboleta para passar através da pequena abertura, eram o modo que a Natureza utilizava para fazer com que o fluido do corpo da borboleta fosse para as suas asas, de modo que ela estaria pronta para voar, uma vez que estivesse livre do casulo.
Algumas vezes, o esforço é justamente o que precisamos em nossa vida.
Se a natureza nos permitisse passar através de nossa vida sem quaisquer obstáculos, Ela nos deixaria aleijados. Nós não iríamos ser tão fortes como poderíamos ter sido.
Nós nunca poderíamos voar.
Copiei.

Leia Mais

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

É hoje o dia!

 
Hoje é dia...
Hoje é dia de vencer qualquer obstáculo com um novo pensamento.
Às vezes, não saímos do mesmo lugar porque continuamos pensando da mesma maneira todos os dias.
Todos os dias queremos as mesmas coisas!
Faça algo de novo, pense em algo realmente novo.
Uma viagem para um lugar exótico!
Uma visita a um hospital, orfanato ou asilo.
Um passeio pela rua que você só vê do carro ou do ônibus.
Uma caminhada pela praia ou pela praça.
Vire o disco!
Mude o pensamento!
Chega de lamentação, é tempo de renovação.
Tudo pode, tudo podemos, tudo se transformará.
É agora, é já!
É com você.
A: Paulo Roberto Gaefke

Leia Mais

domingo, 20 de janeiro de 2013

Sorrir sempre

Nunca chores, porque chorar é sofrer. Nunca sofra, porque sofrer é morrer. Nunca morra, porque morrer é perder. Só ame, porque amar é viver...

Leia Mais

Comigo agora

  ©Template Fragmentos (Textos, Poesias, etc) by Silmara Layouts