sábado, 17 de março de 2012

A gratidão


A gratidão é uma virtude confortadora. É o reconhecimento sincero por um beneficio recebido. Uma amizade que é paga com outra ainda maior. É o troco das almas. Toda pessoa que se preza de ser educada ou civil, no convívio com seus semelhantes, reflexo do amor. Só não sabem agradecer os rudes e os sem alma.
Nada faz mais sofrer o espírito delicado do que a ingratidão. Não troca espinhos a quem oferece flores, é uma das coisas mais tristes e mais pungentes da vida. Quem não sabe ser grato, não pode ser humano, não merece viver entre as criaturas dotadas de raciocínio.
A gratidão é a companheira da harmonia. Com ela se unem mais os elos de uma amizade, crescem mais robustas as raízes de um amor.
A gratidão é um dos mais belos deveres humanos. É uma virtude confortadora. Devemos reconhecer os benefícios ou as graças recebidas e lembrarmos sempre que a ingratidão faz padecer as pessoas sensíveis.
DEIXE ESTAR:
Cada dia que passa, os corações descobrem que o bom da vida não é produzir espinhos para ferir seus irmãos, mas multiplicar flores que enfeitam, que perfumam e sugiram aos desencantados homens da terra que ainda há belezas grátis, modos gentis de levar a vida, filosofia que independe do dinheiro. Siga em frente, certo de andar certo, quando promete de manhã, fazer do seu dia um estendal de muitas flores ao longo das estradas desta vida.
Para distribuir rosas pelos caminhos, seus dedos hão de picar-se muito. Quem disse que lidar com flores não machuca?
Mas, ferindo ou não, paciência. O dever é nosso, quando descobrimos que os homens são nossos irmãos.
A: Padre Vasconcelos.                                                       

2 comentários:

Máily ઇઉ 18 de março de 2012 20:37  

Liiindo Blog, liindas mensagens!!!
Parabéns! :)

Máily ઇઉ 18 de março de 2012 20:38  

Liiindo Blog, liiindas mensagens!
Parabéns!!! :)

Comigo agora

  ©Template Fragmentos (Textos, Poesias, etc) by Silmara Layouts