sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Coraçãozinho

Meu coração batia descompassado dentro do peito,
Então perguntei o motivo de tamanha inquietação.
Respondeu-me ele:
- Quero sair, preciso ir buscar o amor!
Pobre coração,
Tão frágil e sensível,
Sentia-se carente de emoções diante de um mundo que não conhecia.
Um pouco amedrontada, deixei que se fosse...
Até que um dia voltou...
Não era o mesmo. Era triste e taciturno...
Foi aí que tive a estranha sensação
De que meu coração queria morrer,
E por um motivo bem comum,
Ele se apaixonou,
Não sabia o que fazer...
O coitado apaixonou-se, sem me dizer,
Talvez por isso tenha se entregado com toda a força,
Jamais esperando uma decepção.
Eu, que devia zelar por ele,
O deixei sofrer,
Sem saber... Sem querer...
Prometo-lhe coração, vou cuidar de você...
Não deixarei que se destrua.
Por que, se você morrer por esta paixão,
Sou eu que morrerei por você.
A: Ligia.
.

0 comentários:

Comigo agora

  ©Template Fragmentos (Textos, Poesias, etc) by Silmara Layouts