quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Boa noite

Corpo cansado, mente também,
A cama está ali, mas falta alguém,
Quem dera esse alguém chegasse,
Com carinho me abraçasse,
E dissesse bem baixinho:
- Vim dormir com você!
Gentilmente nos abraçaríamos,
E partindo deste abraço aconchegante
Nos beijaríamos.
E, ficaríamos ali, quietinhos,
Sem precisar palavras
Que talvez nada dissessem.
Então o sono logo viria,
O abraço se desfaria,
O beijo se enxugaria,
Corpos e mentes descansariam,
E, satisfeitos dormiríamos.
A: Ligia.

0 comentários:

Comigo agora

  ©Template Fragmentos (Textos, Poesias, etc) by Silmara Layouts