quinta-feira, 23 de junho de 2011

Rio de Janeiro, gosto de você!

Monumento aos soldados mortos na 2ª guerra mundial.

Vista aérea do monumento...

Monumento com visão noturna.

Quem passa pelo aterro do Flamengo vê um monumento de linhas modernas e nobres, uma construção disposta de forma predominantemente horizontalizada, mas com um ponto alto que rasga o céu, atraindo atenção para si. Trata-se do Monumento aos Pracinhas, que além de uma homenagem aos que tombaram na guerra, é um marco arquitetônico que desponta na paisagem do aterro do Flamengo e da cidade do Rio de Janeiro.
A construção tem também em seu interior um pequeno museu, com fotos, peças e artefatos usados pelos pracinhas durante a Segunda Guerra Mundial. 
O local contém também os nomes de todos os soldados que tombaram na guerra na Europa, lutando pela Força Expedicionária Brasileira.
No local estão sepultados os restos mortais dos soldados brasileiros que tombaram na campanha da Itália, e que anteriormente estiveram sepultados naquele país.
Como Chegar ao Local / Onde Fica
O monumento fica perto do MAM, Museu de Arte Moderna, no início do Parque ou Aterro do Flamengo, próximo ao centro da cidade. Se você visitou o MAM, pode ir caminhando até o monumento.
O Monumento e Concurso Nacional
Além de ser um monumento que homenageia os pracinhas, a construção e as esculturas a ele incorporadas se tornaram marcos da arquitetura moderna brasileira e mundial.
Para a construção do memorial, foi estabelecido um concurso nacional de projetos, e os vencedores foram os arquitetos Marcos Konder Netto e Hélio Ribas Marino.
A torre elevada do monumento tem 30 metros de altura, o equivalente a um edifício de 10 andares.
As Esculturas e Painéis
A arquitetura do Monumento é uma escultura em si mesmo, com suas formas interessantes, ousadas e poderia-se dizer até inéditas à época de sua construção. Existem também com parte do monumento, esculturas que chamam a atenção.
Existe uma escultura que homenageia os pracinhas das 3 forças armadas, sendo Exército, Marinha e Aeronáutica. As peças representam os soldados das três Armas. Esta escultura fica do lado direito de quem se dirige ao monumento, voltada de frente para quem passa de carro ou ônibus nas pistas do aterro do Flamengo. O autor destas esculturas é Alfredo Ceschiatti
Outra obra interessante é uma escultura de metal, de formas construtivistas com suas partes de metal entrelaçadas, que faz referência e homenageia a FAB, ou seja, a Força Aérea Brasileira que teve importante e destacado desempenho, tendo sido a qualidade, coragem e eficiência dos pilotos brasileiros muito elogiada. A autoria desta escultura é Júlio Catelli Filho.
Existe também um painel de azulejos homenageando os mortos no mar, tanto os civis como os militares. A autoria deste painel é de Anísio Medeiros.
Troca de Guarda / Um Espetáculo à Parte
Um espetáculo interessante e à parte, é a troca da guarda. À cada primeiro domingo de cada mês, acontece a troca da guarda no Monumento dos Pracinhas, um cerimônia promovida pelas três Forças Armadas, quando uma delas passa a guarda do monumento para a outra, e assim sucessiva e alternadamente. Esta cerimônia ou solenidade começa às 10h da manhã e geralmente dura 40 minutos. 
Fonte: Google.

0 comentários:

Comigo agora

  ©Template Fragmentos (Textos, Poesias, etc) by Silmara Layouts