quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

O sorvete

Era uma vez um menino que foi a uma lanchonete tomar um sorvete. Na cidadezinha em que morava era raro um menino pobre como ele ter condições para isso. Na verdade, ele tinha trabalhado duro para conseguir aquele dinheiro.
Quando sentou no banco alto junto ao balcão, sua aparência e roupa traziam certo desconforto na moça que atendia.
- O que você quer, menino? – perguntou ela.
- Quero tomar um sorvete. Quanto custa um sundae de chocolate? – disse.
Um pouco impaciente, ela respondeu:
- Custam cinqüenta centavos!
O menino tirou do bolso as moedinhas e contou-as cuidadosamente. Um pouco acanhado, indagou:
- E o sorvete simples?
- Trinta e cinco centavos! Respondeu a moça, cada vez com menos paciência.
- Então tá. Quero um desses – disse o menino.
A moça se virou e, não se mostrando muito satisfeita, foi providenciar o sorvete.
Para o garotinho, em contra partida, aquele era um grande momento com o qual ele tinha sonhado muitas vezes e que, infelizmente, a moça que o atendia não conseguia perceber. E foi assim que tomou cada colherzinha do sorvete. Como se quisesse que ele não acabasse.
Quando finalmente o menino foi embora, deixou suas moedinhas sobre o balcão.
Com lagrimas nos olhos, a moça contou 50 centavos. Trinta e cinco do sorvete e 15 centavos que ele havia deixado para ela.
Copiei.

1 comentários:

Evanir 26 de fevereiro de 2011 11:18  

È com muito carinho que
venho convidar você para
festinha de 5 anos do
Fonte de Amor.
Por favor leia a postagem
e vera onde sera a festa .
e pegar o convite na postagem.
O presente do Fonte também
beijos carinhos,Evanir.
www.fonte-amor.zip.net

Comigo agora

  ©Template Fragmentos (Textos, Poesias, etc) by Silmara Layouts