domingo, 19 de dezembro de 2010

As deslumbradas

Fatinha e Ritinha eram duas emergentes do interior. Tudo que existia de mais cafona e extravagante fazia com que suas pupilas dilatassem. Viviam nos salões e shoppings, seguindo as ultimas novidades da moda e comprando o que havia de mais caro por ser simplesmente “chic”.
Alem disso, Ritinha cismou de fazer uma lipo e colocar silicone nos seios. O resultado até que ficou razoável, levando em consideração seus 60 e tantos anos. O que ficou esquisito foi o piercing que ela colocou no umbigo. A coitada não sabia que não podia passar bronzeador e acabou contraindo uma baita infecção.
A Fatinha, mais conservadora, fez maquiagem definitiva e entrou para uma academia de ginástica. Contratou um personal trainer e três vezes na semana se vestia com um modelito diferente para malhar e tentar perder pelo menos uns 20 quilos.
Um dia, as amigas foram ao Rio de Janeiro fazer compras. Lá chegando ouviram dizer que um transatlântico vindo da Europa estaria atracando nas docas aquela tarde. Imediatamente, viram ali uma oportunidade de, em primeira mão, saberem das novidades européias.
Quando os passageiros desembarcaram, Ritinha e Fatinha perceberam que as mulheres todas tinham as cabeças raspadas. Sem pestanejarem, correram para o salão e mandaram passar maquina zero em suas cabeleiras.
As manchetes dos jornais do dia seguinte anunciavam que uma epidemia de piolhos a bordo do transatlântico obrigara a todos a raspar suas cabeças.
Copiei.

0 comentários:

Comigo agora

  ©Template Fragmentos (Textos, Poesias, etc) by Silmara Layouts