sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Um entardecer especial

A tarde caía serena numa determinada hora de um dia qualquer, a noitinha já se anunciava e, dona da situação, empurrava os últimos raios de sol rumo ao poente.
Coisa linda de se ver, só olhos procurando o belo poderia entender aquela mensagem. Eu sentia na pele a mistura daquela despedida. Como um misto de calor e frio... Um arrepio.
Foi então que vi duas estrelinhas brilhando lado a lado. Impressionante, como meus olhos não puderam acompanhar aquele passeio. Perdida em devaneios não percebi que elas se multiplicavam esplendorosamente... No céu já não havia apenas as minhas duas estrelinhas. Agora somavam centenas, milhares, talvez milhões e milhões.
Quis fazer daquele o meu momento, mas dentro de mim entendi que no universo nada é só nosso, e que cada uma daquelas estrelinhas que fulguravam no céu, vieram para tornar especial um entardecer na vida de alguém. Quem sabe, o seu...
Boa tarde!
A: Ligia.

0 comentários:

Comigo agora

  ©Template Fragmentos (Textos, Poesias, etc) by Silmara Layouts