quinta-feira, 3 de junho de 2010

Feliz Regresso

Tivestes que partir, e na despedida,
Achei que nunca mais fostes voltar,
A espera foi longa, dolorida,
Precisei de tempo pra me acostumar.

Dias a dias, noites a fio fui,
Escrava de uma espera angustiante,
Terrível foi viver com a incerteza,
De um dia ter de volta o meu amante.

Eis que regressa em seu cavalo branco,
Meu coração começa a acelerar,
Por mim passa, nem sequer me nota...
Já teria outro amor pra acalentar!

Mas não... Faz meia volta, e eufórico,
Atira-me a flor que tinha em mão,
Salta apressado, para unir ao meu,
A batida forte do seu coração.

Na garupa me acomoda, e sorridente,
Diz-me: - Seremos dois a cavalgar,
Então partimos rumo ao infinito,
Com a felicidade a nos acompanhar.
A: Ligia.

0 comentários:

Comigo agora

  ©Template Fragmentos (Textos, Poesias, etc) by Silmara Layouts