sexta-feira, 28 de maio de 2010

Um Pequeno (Grande) Apartamento

As cores suaves dão a impressão de espaçamento. A disposição dos móveis facilita a limpeza e livre transito entre os aposentos. No final fica a praticidade, beleza e conforto num apartamento pequeno que se torna grande.

Esta é a sala de estar e o cantinho de trabalho.

A cozinha com um espaço para as refeições.

Outra visão da cozinha.

Olha só que delícia de recanto...

O dormitório. A parede divide o cantinho de trabalho.
Fonte: Copiei.




Leia Mais

domingo, 23 de maio de 2010

Momentos de Tristeza

Se deixar ele toma conta de você. Magoa, maltrata, faz sofrer. É um sentimento que tanto pode chegar de mansinho e ficar oculto corroendo as entranhas, quanto pode derrubar a auto-estima de qualquer cristão, assim sem mais nem menos.
Havemos de ter um controle sobre a tristeza, pois ninguém fica triste por querer (eu acho). A primeira coisa que ocorre quando ficamos tristes é ficar isolado, em silencio, e isso não faz bem. Se por acaso precisar mesmo estar sozinho, faça uma meditação. Sente-se num cantinho confortável, feche os olhos, respire fundo e deixe-se transportar para uma paisagem bem bonita, uma cachoeira com as águas a correr, vale até contar carneirinhos, rs.
Não é fácil vencer uma crise de tristeza, mas dá para suavizar um pouco. Pare por uns minutos, pense no que causou esta tristeza e tente fazer o caminho inverso. Imagine essa situação prolongada, aí sim, o sentimento seria maior e a dor causada por ele muito mais sofrida.
Veja se realmente precisa ficar presa a este momento e se vale à pena continuar sofrendo.
Quando comecei a escrever este texto estava muito triste, tinha acabado de sair de uma situação chata. Então resolvi ir ao shoping. Lá comprei uma blusa (depois vi que estava um pouco apertada), mas o preço era de liquidação, aí levei.
Já em casa, toda vez que olhava para a blusa eu ria sozinha, ria por que a blusa não cabia e ria por lembrar que estou me devendo uma dieta. Foi assim que me livrei daquela angustia. Você também há de achar seu jeitinho, só não vale se entregar ao desanimo.
E lembre-se: Mesmo sem querer nós sempre vamos ter momentos de tristeza, mas nem por isso precisaremos viver preso nele o tempo todo.
A: Ligia.

Leia Mais

sábado, 22 de maio de 2010

Hoje Vou Ser Feliz!

De hoje em diante todos os dias ao acordar, direi:

Eu hoje vou ser Feliz!
Vou lembrar de agradecer ao sol, pelo seu calor e luminosidade,
Sentirei que estou vivendo, respirando.
Posso desfrutar de todos os recursos da natureza gratuitamente.
Não preciso comprar o canto dos pássaros, nem o murmúrio das ondas do mar.
Lembrarei de sentir a beleza das árvores, das flores, e a suavidade da brisa da tarde.
Vou sorrir mais, sempre que puder.
Vou cultivar mais amizades e neutralizar as inimizades.
Não vou julgar os atos dos meus semelhantes ou companheiros, vou aprimorar os meus. Lembrarei de ligar para alguém para dizer que estou com saudades!
Reservarei minutos de silêncio, para ter a oportunidade de ouvir.
Não vou lamentar nem amargar as injustiças, vou pensar no que posso fazer para diminuir seus efeitos.
Terei sempre em mente que um minuto passado, não volta mais,
Vou viver todos os minutos proveitosamente,
Não vou sofrer por antecipação prevendo futuros incertos,
Nem com atraso, lembrando de coisas sobre as quais não tenho mais ação.
Não vou pensar no que não tenho e que gostaria de ter,
Mas em como posso ser feliz com o que possuo,
E o maior bem que possuo é a própria vida.
Vou lembrar de ler uma poesia e de ouvir uma canção,
Vou dedicá-las a alguém.
Vou fazer alguma coisa para alguém, sem esperar nada em troca,
Apenas pelo prazer de ver alguém sorrir.
Vou lembrar que existe alguém que me quer bem,
Vou dedicar uns minutos de pensamento para os que já se foram
Para que saibam que serão sempre uma doce lembrança, até que venhamos a nos encontrar outra vez.
Vou procurar dar um pouco de alegria para alguém,
Especialmente quando sentir que a tristeza e o desânimo querem se aproximar.
E quando a noite chegar, vou olhar para o céu, para as estrelas e para o luar e
Agradecer aos Anjos e a Deus, porque...
Hoje Eu fui Feliz!
A: Desconhecido.

Leia Mais

terça-feira, 18 de maio de 2010

Sem Rumo

Photobucket

O céu beijando a terra num deserto,
Que só não é maior que o infinito,
Num vôo de energias renovadas,
Não existe eco neste apelo aflito.

Voa, voa indiferente ao que farei,
Bailando nesse oásis de esperança,
Na areia, castelos construirei,
No ar, libertarei minha criança.

Como uma linda borboleta branca,
Tens toda liberdade prá voar,
Ainda que tenha sido um belo sonho,
Quem sou eu para impedir que vá.
A: Ligia.

Leia Mais

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Soneto do Amigo

Enfim depois de tantos erros passados,
Tantas retaliações, tanto perigo,
Eis que ressurge noutro o velho amigo,
Nunca perdido sempre reencontrado.
É bom sentá-lo novamente ao lado,
Com olhos que contêm o olhar antigo,
Sempre comigo um pouco atribulado,
E como sempre singular comigo.
Um bicho igual a mim, simples e humano,
Sabendo de mover e comover,
E a disfarçar com o meu próprio engano.
Um amigo: um ser que a vida não explica,
Que só se vai ao ver o outro nascer,
E o espelho de minha alma multiplica...
A: Vinicius de Moraes.

Leia Mais

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Mãe é Tudo

Mãe,

Palavra única que não existe rima.
Pode ser amor, ternura, compreensão, carinho, dor, sorriso, lágrima, alegria e qualquer outra que se possa imaginar.
Mãe, presença, abraço, beijo, olhar.
Mãe é uma benção, um toque mais delicado, um aconchego junto ao coração que pulsa mais forte ao contato de outro coração. Especialmente se for de um filho.
Assim é a mãe... Porto seguro no momento do naufrágio. Remédio para aquela dor mais sentida. Água para a boca ressequida.
Mãe, sussurro que acalma o sono agitado e na seqüência embala aquele ser que um dia foi gerado em seu ventre. É do seu seio que brota o primeiro e mais completo alimento.
Mãe, sombra protetora em todos os sentidos.
Da chuva, o abrigo.
Da tempestade, o refugio.
Só mãe é capaz de sentir dor antes do filho. E sorri após o nascimento.
Proteção diante do perigo, o ombro amigo. Tudo de bom que a vida oferece, já que ela é a mãe da vida...
És bendita por ser ‘Mãe’.
Mãe, mão guia dos primeiros passos. Dedicação de uma vida, a voz do mudo, visão do cego, apoio da caminhada...
Mãe, lua num céu estrelado, comandante na embarcação da vida.
Amada, respeitada, ou sofrida...
E nasce com o sol.
Nem a morte é capaz de detê-la. Até do céu é capaz de ver, defender.
Mãe, o que mais posso dizer!
Mãe, eu amo você!
A: Ligia.

Leia Mais

domingo, 2 de maio de 2010

Feliz Dia das Mães!

Precisava de uma poesia para declamar no 'Dia das Mães' e, como por encanto descobri esta numa página de revista. Então com a ajuda da minha professora, Sra. Lélia de Sá Novaes, 4ªsérie, decorei-a, recitei no dia da festa e nunca mais esqueci. Era muito menina (uns nove ou dez anos). Não lembro quem seja o autor, mas ficou marcada pelo resto da minha infância e adolescência, e decerto jamais esquecerei.

Hoje ofereço a todas as 'Mães', em nome de todos os que são filhos.

Para minha Mãe
Esta senhora simples e bondosa,
Que de cabelos grisalhos me sorri,
É minha 'Mãe', a Deusa mais formosa,
De quantas deusas sobre a terra vi.

Um anjo tutelar, oh! Mãe zelosa,
Sois vóis altar de amor, onde aprendi,
Ouvindo-vos em prece fervorosa,
Orgulhar-me do ventre em que nasci.

Amo-vos muito, e quanto mais a vejo,
Mais me aguça o amor por vóis, oh! Santa,
Oh! Mãe sublime e de doçura tanta,

Tangendo minha lira em brando arpejo,
Vos trago 'Minha Mãe' aqui despersos,
Os meus beijos de filha, nestes versos.

Beijo carinhoso a todas as 'Mães' que visitam este cantinho.
Ligia.

Leia Mais

Comigo agora

  ©Template Fragmentos (Textos, Poesias, etc) by Silmara Layouts