segunda-feira, 19 de abril de 2010

Eu e o Pássaro

Photobucket
Quando me aquieto no silêncio da poesia,
Em pensamentos babélicos me refugio,
Pergunto então ao coração, sobre o pássaro que pousa na sacada,
A resposta vem: - Não, eu não sei nada!
Um desafio, nunca sei se estou quente ou se estou frio.
Aonde irá ele, o pássaro que levanta vôo, deixando para traz minha pergunta!
Já não quero saber. E me recolho.
Tento acalmar meu coração arfante,
No aconchego doce do amante.
O pássaro vai longe...
A: Ligia.

2 comentários:

Silmara F. 19 de abril de 2010 15:02  

Oi amiga td bem? Qto tempo? Eu anod meio sumida, rsrsrs...
Adorei o texto.
Bjs e sucesso querida, até...

Arnoldo 22 de abril de 2010 05:39  

Bom dia Ligia, muito bonito esse texto. um abraço deste amigo.

Comigo agora

  ©Template Fragmentos (Textos, Poesias, etc) by Silmara Layouts