segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Solidão...

Hoje deixarei que meus pensamentos voem e meus dedos teclem o que o coração ditar. Neste final de semana convidei a solidão para ser minha companheira. Desta vez, fiz questão. Parece mentira, mas eu precisava desses momentos com o meu interior.
Comecei tentando juntar pequenas coisas, observando detalhes, logo desanimei. Aí veio o tédio, bem maior do que imaginei. Precisava construir alguma coisa para preencher aquele vazio, e como sempre, era o computador estava ali, estático, esperando, quase a dizer:
_Estou aqui, use-me!
Ousei fazer a coisa que mais gosto – escrever – comecei textos, receita culinária, poesias, inventei moda, nada funcionou.
E o tempo foi implacável comigo, não fez a mínima questão de passar rapidinho, como acontece quando nossos momentos são felizes.
Minhas lembranças desse final de semana hão de ficar profundamente guardadas... Bem guardadas. E vou fazer com que se transformem em lembranças difíceis até de serem lembradas. Preciso que seja assim!
Vejo-me parada, cabeça erguida, mas uma vontade imensa de chorar. Tenho que esperar o próximo final de semana...
Se pudesse voltaria no tempo e faria tudo diferente, ou, pelo menos tentaria. Só que agora as pernas já não obedecem. Os olhos turvam-se. Não hei de esperar desabar totalmente.

No pequeno espaço que ainda tenho sob os pés, giro sobre o próprio eixo, volto a sentar-me diante do computador e deixo que as lágrimas rolem a vontade.
Nunca vivi dias tão longos, tão vazios. E lembrar que foi minha a idéia de fazer diferente...
A: Ligia.

4 comentários:

Maria Emília 14 de dezembro de 2009 16:01  

Que sei eu para comentar, Lígia. Não há que voltar atrás. O passado está congelado. Há que seguir em frente, momento a momento, passo a paço aprendendo sobre os erros. O caminho irá aparecer, quando menos espera.
Um beijinho,
Maria Emília

Guita 16 de dezembro de 2009 05:20  

Olhe para a frente, e mesmo estando só não se sinta assim. Deus sempre estará contigo. Sua luz é única. Beijos da mana que te ama.

Anjo Triste 16 de dezembro de 2009 12:14  

Ligia, fica triste não! 2010 vem aí, trazendo muitas alegrias, paz, felicidade. Vamos esperar juntas, ok! E lembre-se: uma blogueira nunca está só. Bjs mil.

Maysha 17 de dezembro de 2009 10:16  

Então fofinha o que se passa?
Pensei que estavas feliz, ainda de férias e deparo-me com esta tristeza que me deixa triste tambem.
Ergue a cabeça, coração doce, tudo tem remédio, sabes que não estás só, vou mandar-te um mail.
Beijos Ligia, até já, até sempre
Isa

Comigo agora

  ©Template Fragmentos (Textos, Poesias, etc) by Silmara Layouts