sábado, 26 de dezembro de 2009

Homenagem Póstuma a Minha Mãe...

“Minha Mãe, quanta saudade,
A sua ausência deixou,
Vivo bem mais perto dela,
Depois que Deus a levou...”

Custo a acreditar que já não a tenho. E lembrar que até bem pouco tempo eu pegava, acariciava a mãozinha frágil, debilitada. Os dedos já não tinham forças para entrelaçar outros dedos. Seu olhar, às vezes fixos num ponto qualquer, outras vezes, semi-fechado. E tão bonita!
Esteve muito doente e mesmo tendo emagrecido assustadoramente, ainda conservava traços de beleza. Quase uma Nossa Senhora! Agora descansa junto ao Criador.
Fica em paz querida mãe, guardarei dentro de mim a lembrança do seu sorriso e onde quer que esteja, veja que já não estou mais me sentindo sozinha.
Primeiro Natal sem a senhora! Não gostava de festas. Mais uma vez, tropecei nas emoções. Estendi a mão à procura da sua, como se fosse uma menininha. Eu, que estive o tempo todo ao seu lado, já não podia tocá-la.
Mãe querida... saudade doída...
Entenda que seu lugar agora é no fundo do meu coração. E é lá que deve ficar até o dia em que O Pai determinar que vá ao seu encontro. Enquanto isso querida, será só “SAUDADE” (nome que dei ao sentimento de carinho que se fundiu ao pesar pela falta que a senhora me faz).
Descanse em paz, sabendo que jamais será esquecida. Por que mesmo distante se faz presente? Deixe que fique esse laço invisível entre nós, só não puxe! Preciso preencher sozinha este vazio que fica, toda vez que em si penso.
E por todo esse amor, ofereço-lhe uma oração...
Sua benção! E que Deus a abençoe também...
A: Ligia.

4 comentários:

Maria Emília 26 de dezembro de 2009 08:18  

A si me junto nessa oração de saudade mas com a certeza que a vida continua.
Santas festas com um grande beijinho,
Maria Emília

Anônimo,  26 de dezembro de 2009 18:06  

Firma mais um elo nesta corrente de oração. Um ano novo com saúde e felicidade para vc e familia. Eu... (do hi5)

dryka 28 de dezembro de 2009 10:32  

Passei para deixar meu beijinho. dryka.

Maria Emília 30 de dezembro de 2009 11:39  

O que sua mãe quer mesmo, de verdade, é que abra o seu coração para 2010 que está quase a chegar.
Um grande beijinho,
Maria Emília

Comigo agora

  ©Template Fragmentos (Textos, Poesias, etc) by Silmara Layouts