sexta-feira, 17 de abril de 2009

A Luzinha

Estava tentando descobrir o significado daquela luzinha que se acendia cada vez que eu me recolhia em oração.
Sim, porque eu sempre tenho alguma coisa para agradecer a Deus. Nada na minha vida acontece por acaso, tudo tem um propósito. Descobri que quando oro fico tão, mais tão leve, que sou transportada para um oásis de paz. Nessas horas esqueço se o meu dia não foi como gostaria. É hora de minha gratidão.
No meu paraíso particular, a bala perdida não atingiu ninguém, a velhinha subiu no ônibus bem devagar, a mãe apertou contra o peito o bebê que queria abandonar. Até o ladrão devolveu a bolsa roubada. O filho beijou os pais e foi por eles abençoado.
Ainda não é o céu, mas pode-se dizer que é bem próximo. Então eu descobri que aquela luzinha que sempre se acendia ao final de cada uma de minhas orações era um anjinho dizendo amém. E fiquei feliz. E sou feliz por isso. Obrigada, meu Deus.
A: Ligia.

0 comentários:

Comigo agora

  ©Template Fragmentos (Textos, Poesias, etc) by Silmara Layouts